Logo-Adote.png

O projeto Adote uma Micro Torrefação é um projeto que visa unir os elos da cadeia do café, com o objetivo de ajudar os mais afetados pela pandemia: cafeterias e micro torrefações. 

Além disso, a iniciativa visa incentivar e promover a educação do público sobre a cadeia dos cafés especiais, aproximando produtores, mestres de torras, cafeterias e o consumidor final através da cultura e do selo de certificação de origem das Indicações Geográficas (IG) brasileiras.

curved arrow.png

Oferta de cafés

das Indicações Geográficas Brasileiras

curved arrow.png

Café com rastreabilidade

curved arrow.png

Notoriedade da origem

Infographic 7 steps.png
curved arrow.png

Reconhecimento da origem

Reconhecimento do valor

e qualidade

curved arrow.png
curved arrow.png

Promove a história da região, produtor e lote do café

curved arrow.png

Cafés com selo de origem

Saiba sobre os cafés adotados

Localizado em São Gonçalo do Sapucaí, nas montanhas cafeeiras da serra da Mantiqueira, no Sul de Minas Gerais, Alessandro iniciou suas atividades na cafeicultura em 1993 com seus dois irmãos e seu pai Luiz Hervaz Lobato.

Na fazenda, realizam um trabalho em regime de agricultura familiar com a ajuda da APAS (Associação dos produtores do Alto da Serra), visando melhorar a qualidade do trabalho dos produtores rurais. Além disso, a fazenda também trabalha com apicultura, daí a marca “Honey & Coffee”, representando todo o trabalho sustentável na apicultura e cafeicultura.

Alessandro.png

Alessandro Hervaz

Flávia.png

Flávia Monteiro

Desde 1988, com produção na região da Mantiqueira de Minas, Divaldi Betoni, descendente de imigrantes italianos, dedicou sua vida ao cultivo do café. Em 2008, sua filha Flávia Betoni Monteiro assumiu a produção devido ao falecimento do Sr. Divaldi. Com o apoio de seu marido, deram continuidade ao legado de seu pai abraçando as oportunidades.

Com muito estudo, trabalho e dedicação, a fazenda Nova Fortaleza produz cafés especiais com responsabilidade social e ambiental.

Toda a família está envolvida nos processos da fazenda para se tornarem sucessores apaixonados e experientes, que buscam sempre proporcionar cafés raros e surpreendentes.

 

Em 2020, ficou entre os 100 melhores cafés do concurso CoE (Cup of Excellence), um reflexo de trabalho árduo e seriedade em cafés especiais. 

Localizada na cidade de Manhumirim, na região das Matas de Minas, a fazenda Cotrim e D’Alessandro surgiu através da união entre a agricultura familiar de Luci Cotrim e o espírito inovador do imigrante Italiano Mário D’Alessandro.

 

A região faz parte do Minas Coffee Origins, que leva os cafés especiais a um novo patamar. As Origens Controladas são o resultado final do “terroir” produzido em um área delimitada pelas características únicas do solo, clima, da própria região e topografia somada às tradições de produção dos cafeicultores.

 

Essas características unidas ao trabalho árduo dos produtores possibilitou que o café viajasse para outros países.

Sérgio.png

Cotrim & D'Alessandro

Orlando.png

Orlando Von Der Osten

Com 116 anos de história, a Fazenda Pilar, do proprietário Sr. Orlando von der Osten, investe na melhoria contínua do cultivo e do beneficiamento, do qual é uma das poucas empresas no Brasil que realiza o ciclo completo.

 

Com uma produção aproximada de 5 mil sacas de café por ano, sendo 25% voltado para cafés especiais, a maior parte do café é vendido na Europa, Estados Unidos e Japão, ficando uma pequena parcela no Paraná e no Brasil.

A fazenda fica localizada em Cornélio Procópio, na região Norte Pioneiro do Paraná. Uma Indicação Geográfica (IG), certificação que garante a origem, os processos de produção e algumas características únicas dos cafés do Norte Pioneiro.

Virgínia, na época com 22 anos, já era mãe e esposa, e com ajuda de bons colaboradores e agrônomos deu continuidade as atividades da Fazenda Semente.

 

Ela se apaixonou pela cafeicultura, e aos poucos, foi erradicando as áreas de pastagens da fazenda e destinando as mesmas para plantio de cafés.

 

Desde 2001 a Fazenda Semente produz exclusivamente cafés.

 

De geração em geração, esse amor vêm se propagando e hoje a Fazenda Semente é administrada por Virgínia e dois de seus filhos, José Lucas e Maria Vitória.

Vitória.png

Maria Vitória